Instabilidade Tartárica

A INSTABILIDADE TARTÁRICA

A instabilidade tartárica manifesta-se pela presença de tartaratos, como o bitartarato de potássio, ou tartarato neutro de cálcio.

Estas substâncias são elementos naturais do vinho que podem precipitar e dar origem a cristais que se acumulam no fundo da garrafa, levando à rejeição por parte do consumidor.

O processo de Estabilização Tartárica por Eletrodiálise remove os tartarato em excesso de forma precisa e na proporção correta para evitar problemas futuros de cristais na garrafa e queixas de consumidores.

  Saiba mais  

A ESTABILIZAÇÃO TARTÁRICA COM ELETRODIÁLISE

A Estabilização Tartárica com Eletrodiálise apresenta inúmeras vantagens no que respeita à estabilização tartárica de vinhos:
  • Remove bitartaratos sem adicionar produtos químicos, tornando os vinhos mais elegantes.
  • Preserva e estabiliza a cor.
  • Acentua a acidez natural.
  • Estabiliza o bitartarato de cálcio.
  • Estabiliza vinhos brancos jovens muito instáveis (Tsat >20ºC).
  • Rápida e com resultados imediatos.
  • Sem perdas de vinho.