Fenóis Voláteis

OS FENÓIS VOLÁTEIS

Os Fenóis Voláteis são um defeito do vinho resultante da ação da levedura Brettanomyces/Dekkera Bruxellensis e constituem uma fonte de grande preocupação por parte da indústria vitivinícola.

Os Fenóis Voláteis manifestam-se pela presença do compostos 4-Etilfenol e 4-Etilguaiacol, que dão ao vinho aromas desagradáveis vulgarmente associados a couro e suor de cavalo.

   

REDUÇÃO DE FENÓIS VOLÁTEIS

A Wineinova na sequência da sua investigação e estudo de diferentes tipos de membranas de Nanofiltração, optimizou um método para a redução da concentração dos compostos de 4-Etilfenol e 4-Etilguaiacol, que constituem os Fenóis Voláteis.

Através da Nanofiltração, o vinho é separado entre o concentrado que retém os aromas, côr e os elementos nobres do vinho, e o permeado que é constituido por água, álcool mais os compostos dos Fenóis Voláteis. O Carvão Ativado é aplicado ao permeado, que depois de filtrado é adicionado já limpo e sem Fenóis Voláteis, ao concentrado, procedendo-se à reconstituição do vinho.

Este método em que o Carvão Ativado atua sobre o permeado permite a preservação dos aromas e côr do vinho ao contrário do método de adição direta no vinho.